Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘exposição’ Category

Exposição Celebrity

André Nunes, soteropolitano, artista plástico auto- didata, um dos mais criativos no cenário artístico baiano é um especialista no estilo pop-arte. Trabalha com técnicas da pintura acrílica e obtem resultados marcantes retratando astros de cinema, idolos da musica e personalidades nacionais e internacionais. Em sua lista de retrados estão artistas como Ivete Sangalo, Madona e a banda U2.

Convidado para expor na livraria Cultura do Shopping Salvador, no mês de agosto, apresenta a exposição que tem o título de Celebrity. O artista traz cerca de 30 telas com pinturas das principais estrelas do Rock internacional. O evento que tem ínicio no dia 1 de agosto 2011 e permanecerá durante todo mês, é uma homenagem aos artistas do rock e a Madona que aniversaria no dia 16 de agosto.

Serviço

Artista: André Nunes
Exposição: Celebridades
Local: Livraria Cultura, Salvador- Shopping
Horário: Das 9 as 22 horas
Período: 1° à 31 de agosto

Anúncios

Read Full Post »

Criar uma exposição fotográfica que ilumina a poesia de Manoel de Barros é brincar com a infância. É brincar de acender o abajur pro tempo dormir… E, com um click, um flash, com as palavras do poeta… fazer o público pegar encantamento.

FOTOPOÉTICA – OU A ARTE DE TRANSVER O MUNDO é um projeto que nasceu da união da poesia que existe nas imagens da fotógrafa Crisna Pires, com a força imagética que tem as palavras do poeta Manoel de Barros, pescadas e pesquisadas pelo produtor cultural Tiago TAO.

Manoel de Barros é um poeta que inventou sua própria língua, o manolês. Uma língua que transvê o sentido das coisas… Que cuida da infância como fio condutor da vida. Com mais de 90 anos, Manoel entra na terceira infância, nunca ficou adolescente, nunca jovem, nem adulto, muito menos velho. É um poeta que nos conta da beleza que tem as pequenas coisas.

Esta exposição é para toda a família. Para as crianças se reconhecerem. Para os jovens se encantarem. Para os adultos incorporarem. Pois, como diz o poeta: “Poesia não é para compreender, mas para incorporar. Entender é parede: procure ser árvore”.

Serviço

Exposição Fotográfica “Fotopoética – ou a arte de transver o mundo”
Fotógrafa: Crisna Pires
Produtor: Tiago TAO
Quando: 16 de junho de 2011 (quinta-feira).
Horário: 19 horas

Read Full Post »

Read Full Post »

Teatro

Maldito Coração (me alegra que tu sofras) com Alice Lopes

Na tragicomédia, uma mulher de meia idade interpretada por Alice Lopes (Uma Mulher Vestida de Sol) faz confissões da sua vida às pessoas. Com comentários bem humorados e carregados de emoções, a personagem, que fora enganada por um homem e mergulhara em nostálgicas lembranças, relata os motivos que a fizeram chegar naquele lugar desenrolando uma história que transita entre a realidade e fantasia. O texto de Vera Karam, dirigido por Tânia Tôko, leva o público a se identificar com suas próprias vivências e questionar as insanidades do coração.

Serviço
Quando: 01, 08 e 15/06 (quarta-feira)
Horário: 20 horas
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$10 e R$5 (meia)
Classificação: 12 anos

Ficha técnica

Texto: Vera Karam
Direção e produção: Tânia Tôko
Interpretação, compilação de texto, trilha sonora (seleção), figurino e
maquiagem: Alice Lopes
Assistentes de produção: Jossi Santana e Lanny Cerqueira

Música

Banda Maria Coisa no show Outra vez Marinês

O show cênico-musical retrata o universo nordestino a partir da obra da cantora Marinês. As interpretações da Banda Maria Coisa resultam de pesquisas sobre danças e ritmos populares realizadas pela cantora e dançarina Isis Carla, que mostra para o público um pouco dos aspectos culturais, sociais, políticos, naturais, históricos e econômicos da região. Além disso, a cenografia e o figurino expõem os valores estéticos produzidos pela riqueza da aridez do sertão e as paisagens litorâneas.

No cenário da música nordestina, Marinês (1935-2007) teve grande
destaque por diversos aspectos, mas inclusive por ser uma cantora à frente
de uma banda, combatendo preconceitos num período em que as mulheres
ainda atuavam no ambiente doméstico, quase que exclusivamente, ou em
profissões reservadas ao sexo frágil. Desta maneira se configurava a coragem
e a liberdade de expressão exercida por ela, quando as conquistas feministas
ainda avançavam no campo profissional e pessoal.

Serviço
Quando: 02, 03, 09 e 10/06 (quinta e sexta)
Horário: 20 horas
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 10 (inteira) e R$5 (meia)
Classificação: Livre

Ficha técnica

Voz: Isis Carla
Sanfona: Lucas Campelo
Violão: Marcos Gomes
Zabumba: Anderson Petti
Triângulo: Alan Feeling
Direção artística: Rino Carvalho
Cenografia: Agamenon Brito
Iluminação: Ismael Marques
Sonoplastia: Eder Miranda

Oráculo Musical Lunar com Stefano Cortese

Ele não fala muito, se expressa em vários idiomas e só aparece uma vez por mês, quando o satélite natural da Terra atinge seu ápice da plenitude. Os movimentos também são reflexos de quem experimentou a gravidade poucas vezes. Quem tem uma pergunta para a lua pode se manifestar em particular ou público e o Senhor Lua, personagem interpretado pelo músico italiano Stefano Cortese, responde através do piano, num fluxo musical em que as improvisações e atuações funcionam como tarô, que no final do número forma um sábio conselho. Nesta forma nasce o Oráculo Musical Lunar que mistura canções e artes cênicas.

Atualmente residente no Vale do Capão, Chapada Diamantina (BA), Stefano Cortese começou há cinco anos essa história com “A Lenda do Pianista no Furgão”, um espetáculo itinerante e eventual no qual interpreta vários personagens num pequeno caminhão e um piano de armário. Assim, nasceram Mr. Teach, o professor de música fugido dos EUA que fala sobre os avôs italianos, o irmão “Mudo”, que se comunica através de escritos e músicas, o Senhor Saúde (Mr. Health) que cura tocando música e Mr. Sing que faz serenatas a domicílio. O Senhor Lua ganhou vida numa noite quando Stefano chegou ao meio de um jardim, perto de uma lagoa, ao lado de um piano, para responder as perguntas dos presentes. Desde aquele momento, mensalmente, ele aparece em qualquer lugar e propõe o jogo cênico musical.

Serviço

Quando: 16 e 17/06 (quinta e sexta)
Horário: 20 horas
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$10 e R$5 (meia)
Classificação: 12 anos

Dança

Quinto Quarto à Direita com a Uó Cia de Artes

Recriando a atmosfera dos cabarés, a Uó Cia de Artes apresenta um espetáculo composto de esquetes, números de dança, canto e improvisações, que acontecem em diferentes ambientes do Teatro Gamboa Nova, ora de forma simultânea, em cena de instalação, ora de forma itinerante. Os intérpretes criadores Baldez, Heyder Moura e Roberta Rox propõem ao público um jogo cênico, conduzindo o caminho de fruição e possibilitando não só o deslocamento, mas a percepção sensorial de partes da obra. Ao descentralizar o palco convencional o espetáculo flexibiliza a criação artística em relação com o ambiente. Durante a encenação ocorrem também mini performances de artistas convidados.

Serviço

Quando: 04 e 05/06 (sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Valor: R$10 e R$5 (meia)
Onde: Teatro Gamboa Nova
Classificação: 16 anos

Ficha técnica

Direção: Coletiva
Dançarinos: Dandara Baldez, Heyder Moura e Roberta Rox
Artista convidado: Thales Branche
Iluminação: Camila Corrêa

Memória das Águas com Ana Rita Almeida e Viviane Bastos

Considerada a manifestação do feminino em nosso planeta, a água deu origem a grandes mitos femininos de relevância cultural desde a ancestralidade até os dias atuais. E esse elemento, que se apresenta salgado ou doce é a inspiração das intérpretes-criadoras Ana Rita Almeida e Viviane Bastos na concepção do espetáculo de dança Memória das Águas. Para realizar a montagem, elas mergulharam na pesquisa corporal e convidaram Adriana Oliveira, que contribuiu com o roteiro e intervenções audiovisuais. Juntas, elas navegaram em mares e rios para reaproximar essas duas forças e dialogar com os múltiplos símbolos que atualmente cercam as questões das almas das mulheres, abarcando suas relações afetivas, sexuais, familiares e profissionais. E assim, abordar as lembranças femininas seculares e sua revinculação com a natureza, sobretudo com a água.

Serviços

Dias: 11, 12,18 e 19/06 (sábado e domingo)
Horário: 20 horas
Valor: R$10 e R$5 (meia)
Onde: Teatro Gamboa Nova
Classificação: 14 anos

Ficha técnica

Concepção: Ana Rita Almeida, Adriana Oliveira e Viviane Bastos
Direção: Ana Rita Almeida
Coreografia: Ana Rita Almeida e Viviane Bastos
Intérpretes: Ana Rita Almeida e Viviane Bastos
Intervenções audiovisuais: Adriana Oliveira
Figurino e ambientação: Ana Rita Almeida

Exposição

Exposição Costura em Linha Reta de Maria Falcão

Usando tecidos em algodão, principalmente a cassa bordada, materiais reciclados e reutilizáveis, Maria Falcão brinca com o movimento, a forma e o espaço dando vida a orquídeas, tulipas e outras flores cheias de vivacidade. Também fazem parte da seara, garrafas com aplicações de botões e outros objetos delicados. De acordo com a artesã, o compromisso da mostra não
é com o exato, nem com o certo, muito menos com o perfeito, mas sim com a liberdade. “Os trabalhos apresentados têm origem no encontro do feminino
com o primitivo. É como procuro entender a criação que é única, particular.
Embora considere a memória e a tradição, é fruto do agora”, afirma a arte-
educadora. Diplomada em Pedagogia, ela também atua, desde criança, como
costureira, a iniciação deu-se através da convivência com a mãe. A partir do
conhecimento da matéria e do material, Maria procura fazer experiências até
produzir objetos alegres e coloridos. Quando se identifica com o processo
de criação, segue educando os sentidos até que o objeto alcance, além da
identidade própria, uma utilidade.

Serviço

Quando: até 19/06
Galeria Jayme Fygura
Visitação: de quarta a domingo, das 16 horas às 20 horas
Entrada gratuita
Classificação: Livre

Read Full Post »

Nos dias 25 e 26 de maio, na Caixa Cultural, a 4ª Mostra Possíveis Sexualidadespromove o lançamento de duas criações de realizadores baianos, contempladas pelo Edital de Cultura LGBT da Secretaria de Cultura do Estado: a cartilha “Igual a tudo na vida”, docartunista, escritor e criador do Fala Menino!, Luis Augusto, e a prévia do curta-metragemJoelma, que tem roteiro e direção de Edson Bastos. Os ingressos para a exibição do filme podem ser trocados no local por um quilo de alimento não perecível. O lançamento da publicação é aberto ao público.

No dia 25 de maio, às 18 horas, a mostra promove uma sessão com o making-of do curta Joelma, dirigido por Henrique Filho. Após a exibição, Edson Bastos participa de um bate papo sobre o filme, que está em fase de pós-produção. O curta é baseado na história de uma das primeiras transexuais da Bahia. Com 18 anos, Joelma sai de sua cidade natal, Ipiaú, e vai para a capital em busca do sonho de ser mulher.

A cartilha “Igual a tudo na vida” será lançada na quinta-feira, 26 de maio, às 16 horas. Além de uma história em quadrinhos que aborda a diversidade sexual a partir da história de um adolescente gay, o personagem Caju, a publicação apresenta um glossário com a descrição de termos como bullying e homofobia. Durante a atividade, o autor da publicação e a Superintendente de Desenvolvimento da Educação Básica da Secretaria de Educação do Estado, Amélia Maraux, conversam sobre bullying com os participantes da mostra.

4ª Mostra Possíveis Sexualidades será realizada de 24 a 29 de maio na Caixa Cultural, Instituto Cervantes e Circuito Saladearte (Cinema de Museu e Cinema da UFBA). A iniciativa é uma realização da Multi Planejamento Cultural com o patrocínio da Caixa Cultural. A programação completa do evento está disponível no blogpossiveissexualidades.wordpress.com

Read Full Post »

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »