Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘2010’

Cerca de meio milhão de pessoas, entre baianos e turistas, devem acompanhar a virada de ano ao logo dos 75 quilômetros de praias em Salvador. Um trabalho conjunto entre o Governo do Estado e a Prefeitura garantiu celebrações em praticamente toda a orla, beneficiando moradores das várias regiões da cidade. O reveillon é uma das maiores festas de apelo turístico da capital – ficando atrás apenas do carnaval.

Junto com a tradicional queima de fogos, haverá atrações para todos os gostos. As principais serão os músicos Carlinhos Brown, Tatau, e a banda Duas Medidas, que se apresentarão no Farol da Barra. Haverá outros três palcos com atrações variadas: em Piatã, as atrações serão Zelito Miranda, Carla Cristina e Banda Inter; Márcia Short, Filhos de Jorge e Fora da Mídia farão shows em Cajazeiras; e Salsalitro, Will Carvalho e Luana Monalisa comandarão a festa na Boa Viagem. A Justiça autorizou a instalação de mais de 150 toldos padronizados para os ex-barraqueiros.

O governador Jaques Wagner ressalta o caráter democrático da festa do reveillon, com atrações variadas: “tanto quem é da Bahia, como os turistas brasileiros e estrangeiros vão se divertir muito”. Ele acredita que a festa marcará o início de um ano de muita alegria, paz e felicidade. O governo estadual também está apoiando a festa em outros pólos turísticos, como Porto Seguro, Ilhéus e Lençóis.

O prefeito João Henrique também não esconde seu entusiasmo. O reveillon será mais um forte produto de atração turística da nossa cidade”, diz. Já o secretário estadual de turismo Antonio Carlos Tramm explica que “o alto nível” do reveillon, atrai a cada ano um número maior de turistas.

A festa contará também com programações específicas nas ilhas de Maré, Frades e Bom Jesus dos Passos. Já a tradicional queima de fogos será realizada em no mínimo dez pontos diferentes.

Read Full Post »

Vitória da Conquista recebe a partir de hoje, 05, a sexta edição da Mostra Cinema Conquista – Um olhar para o novo cinema. O evento, já consolidado no calendário brasileiro do audiovisual, segue até o próximo dia 09, com uma programação intensa e gratuita que conta com a exibição de 50 filmes, exposições, lançamentos de livros, conferências, oficinas e curso.

A solenidade de abertura da Mostra acontecerá, às 19 h, no Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima. Na sequência, será exibido o curta-metragem “Haruo Ohara”, de Rodrigo Grota. O filme conta a vida e a obra do imigrante, agricultor e fotógrafo japonês Haruo Ohara que, entre os anos 1934 e 1999, produziu quase 20 mil fotos de Londrina, tornando-se uma referência estética e histórica para a memória visual da cidade. A produção foi a mais premiada na última edição do tradicional Festival de Cinema de Gramado.

Após o curta, será apresentado o documentário “Uma Noite em 67”, que deve agradar fãs de cinema, música e cultura brasileira. O longa, dirigido por Renato Terra e Ricardo Calil, relembra, através de imagens históricas e depoimentos inéditos, o 3º Festival de Música Popular Brasileira da TV Record, realizado em 1967, que mudou os rumos da música brasileira e consagrou artistas como Caetano Veloso, Chico Buarque e Gilberto Gil.

Exposições
A primeira noite da Mostra marca também a abertura de duas exposições montadas no foyer do Centro de Cultura. A primeira delas é a do Museu Roque Araújo – Cinema e Vídeo, que reúne câmeras fotográficas e filmadoras de diversos formatos, rolos de negativo, equipamentos de projeção, fotos e recortes do acervo pessoal do cineasta e produtor Roque Araújo, que, ao longo de mais de 50 anos de carreira, trabalhou em diversas produções do cinema baiano e nacional.

Já a exposição “Entre Caminhos” traz o still (fotos de divulgação e making of) de três filmes conquistenses selecionados no edital 26 Docs Territórios, do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia- Irdeb: “Tragédia do Tamanduá” e “Assim é tu, Ituaçu”, que serão lançados na Mostra, e “É no pé do morro é lá no cafundó”, já em fase de finalização. As imagens, captadas pelas lentes dos fotógrafos Vinícius Gil (Purki) e Dió Araújo, revelam curiosidades sobre as três produções.  

Realização
A Mostra Cinema Conquista – Ano 6 é uma realização da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista e da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e da Pró-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, e tem como co-realizadora a Casa da Cultura de Vitória da Conquista. Tem como patrocinadores o Ministério da Cultura – Secretaria do Audiovisual, por meio do Fundo Nacional da Cultura, e o Governo do Estado da Bahia –secretarias da Fazenda e da Cultura, através do Fundo de Cultura da Bahia. Conta com o apoio institucional do Instituto de Radiodifusão do Estado da Bahia- Irdeb, da Diretoria Audiovisual- Dimas da Associação Baiana de Cinema e Vídeo- ABCV e da Fundação Cultural do Estado da Bahia- Funceb.

Mais informações, no site www.mostracinemaconquista.com.br

Read Full Post »

O Panorama Percussivo Mundial (Perc Pan 2010), em sua 17 ª edição, iniciada em Salvador no  dia 29 de setembro, segue até 1° de outubro, tendo em sua programação ainda diversas apresentações.
O maior festival de percussão do planeta reúne então, na capital baiana, diversos nomes (e nomes bem diversos) para outra vez configurar-se no painel pluralista a que todos se referem. São artistas da música percussiva do México, Peru, Portugal, Estados Unidos, Macedônia, Benin e Brasil. O critério de reunir a inovação à tradição continua ativo mas, para esta edição especialmente, o aspecto renovador está ainda mais evidente, com as presenças de Nortec Collective (o revolucionário grupo mexicano formado por DJs e vídeo artistas) e Edcity (o ex-vocalista do Fantasmão, um inovadores do pagode baiano), por exemplo. A grande novidade deste ano, entretanto, são as noites temáticas -com mestres de cerimônia-bateristas distintos para cada uma. São elas (e eles): Noite Sopro-Percussiva (Charles Gavin, batera dos Titãs); Noite Três Continentes (João Barone, Paralamas do Sucesso) e Noite Festa (Igor Cavallera, ex-Sepultura).

Outra atração convidada para o festival que deve chamar a atenção do público baiano é As Tucanas (Portugal) -grupo de cinco mulheres que tocam músicas próprias em instrumentos que vão de cabaças d’água e djembês aos seus próprios corpos. Conversei com a organizadora do Perc Pan, Beth Cayres, sobre a receptividade dos baianos aos universos percussivos distintos do nosso, que é tão marcante e envolvente. Ela confirmou o que eu já sabia: existe um narciso percussivo baiano que, muitas vezes, impede o acesso livre e desimpedido às maravilhas sonoras alheias. Não é à toa que o Perc Pan faz muito mais sucesso no Rio e em São Paulo. Se por um lado é natural que seja mais difícil vender aulas de artes marciais para um japonês que para um alemão, por outro é preciso, repetirei isso aqui sempre que julgar necessário, que não esqueçamos que tudo o que consideramos ‘baianidade moderna’ (incluindo Axé Music, Ó Paí Ó, etc.), vem também dos impulsos e informações estrangeiras de que nos valemos em nossa trajetória. Já que estamos falando em percussão, é inevitável citar os nomes de Walter Smetak e Ernst Widmer no rol dos grandes formadores do nosso ouvido-sensibilidade musical. Isso tudo tem que ver com o próprio conceito do Perc Pan e talvez seja por isso mesmo que Salvador, contudo, possa considerar-se sede principal do evento.

A orquestra The Poly Rythmo Cotonou (Bénin), uma das atrações da Noite Três Continentes, serve quase como compêndio do assunto e é um convite irrecusável para o Perc Pan. Vindo direto da matriz (África), o grupo que usa os ritmos vodu que viajaram do Golfo da Guiné para o Haiti vem sendo saudado pela crítica europeia como o ‘segredo musical mais bem guardado da África’. As diferenças e semelhanças que a sua música apresenta em cotejo com a nossa são a prova de que o buraco é mais embaixo. Ou melhor, de que o umbigo é mais pra dentro. Mas também é mais pra fora. Mas nem só de shows vive o Panorama Percussivo Mundial. Outra parte do evento bastante aguardada e disputada é a dos workshops. Eles vão acontecer no Pelourinho (conferir programação) e são sempre uma excelente oportunidade de o público comum entender melhor (de dentro) a mecânica da coisa. Sem falar no ganho para o público-músico. A seguir toda a Programação do Perc Pan 2010.

Shows

Noite Três Continentes (apresentação: João Barone)
Data: 30/09/2010
Local: Teatro Castro Alves

• As Tucanas (Portugal)
• Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou  (Bénin, África)
• Nova Lima (Ameríca do Sul, Peru)

Noite Festa (apresentação Igor Cavallera)
Data: 01/10/2010
Local: Concha Acústica

• Nortec Collective (México)
• Edcity  (Brasil, BA)
Workshops
Data: 30/09/2010

Local: Sede da Oi Kabum!
Endereço: Terreiro de Jesus, nº 17, Pelourinho
Telefone: (71) 3345-5657
10h – Movimento Elefante (Projeto Coisa Fina)

Local: Praça Praça Teresa Batista (Salvador, BA)
14h – Tucanas
15h – Orchestre Poly-Rythmo de Cotonou
16h – EdCity

Data: 01/10/2010

Local: Praça Praça Teresa Batista (Salvador, BA)
10h – Nortec
11h – Novalima (Entrada livre)

Serviço:

O Que: PERCPAN – Panorama Percussivo Mundial 2010
Local: Teatro Castro Alves – TCA
Preço:
R$ 60,00 a inteira e R$ 30,00 a meia das filas A a H;
R$ 40,00 a inteira e R$ 20,00 a meia das filas I a P;
R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia das filas Q a Z11.

Read Full Post »

Débora Knittel

Oito títulos infanto-juvenis de escritores da Bahia serão lançados na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que acontece de 12 a 22 de agosto, no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Um dos novos autores, lançados pela Solisluna Editora, é a psicopedagoga Débora Knittel, com os livros Margarida Bem-me-quer, ilustrado por Enéas Guerra, e Saíra Sete Cores, com ilustração de Naara Nascimento.  Os livros contam com sensibilidade, delicadeza e muita beleza histórias de amor pela natureza e pelo universo infantil.

O livro Margarida Bem-me-quer é um texto poético, em forma de versos, e conta o despertar e o transcorrer do dia de uma margarida em seu jardim. Ela desabrocha, olha em volta e percebe a beleza do lugar, em detalhes, e fica fascinada com esse mundo de cores, formas, cheiros, sons e movimentos, como o da chegada das abelhinhas para extrair o néctar das flores.

Em Saíra Sete Cores, Débora Knittel conta a história de um passarinho, uma espécie em extinção da Mata Atlântica, que nasce, cresce, encontra um amor e tem seus próprios filhotes – símbolos de esperança na continuidade da espécie. É uma obra para encantar crianças apaixonadas pela natureza.

Para Débora Knittel, contemplar a natureza é descobrir encantos e as possibilidades de cada momento. A escritora estará na bienal nos dias 14, 15, 17 e 18 de agosto recebendo os leitores e autografando seus livros.  E sobre a sua presença no evento, ela revela que está muito feliz, mas a sua maior satisfação será quando os livros, com sua mensagem, despertarem sentimentos de amor e esperança nas crianças. O lançamento em Salvador será em breve.

Débora Knittel Nasceu em Santos (SP), em 1969. Mudou-se para  Salvador aos sete anos com sua família, onde reside com seu marido e dois filhos. A escritora é formada em Pedagogia e  especializada em Psicopedagogia. Acesse o www.deboraknittel.com.br.

Read Full Post »

Será lançado no dia 12 de agosto na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, o livro Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus, edição 2009. Ele é resultado do concurso homônimo que reuniu os 12 melhores contos inscritos com temática LGBT.

Os textos premiados foram selecionados por uma equipe de jornalistas, escritores e professores. Cada participante da antologia recebe um exemplar gratuito do livro. A coletânea será lançada na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no dia 21 de agosto de 2010, às 18 horas, no Pavilhão de Convenções do Anhembi, no estande Giz Editorial/Livrus.

Criado em 2005 pelo escritor e poeta Valdeck Almeida de Jesus (*), o prêmio é um dos mais importantes da literatura brasileira, pois tem inscrições gratuitas e dá oportunidade a poetas do Brasil e do Mundo de terem seus trabalhos publicados. Durante as edições passadas, foram lançados mais de 600 novos poetas no mercado editorial. Em 2009 o concurso se expandiu para premiar contistas e poetas mirins, além de patrocinar um livro de poesias para Perinho Santana, morador do subúrbio ferroviário de Plataforma, em Salvador.

Visibilidade

Os livros do prêmio literário são lançados em feiras de livro e em bienais da Bahia, Rio e São Paulo. Participar de eventos dessa natureza dá aos autores novatos aumenta a auto-estima e incentiva à criação. Leandro de Assis, soteropolitano, que participou do projeto em 2007 já lançou dois livros solos e criou o projeto “Fala Escritor”, apresentado todo mês em livrarias da capital baiana. Outro fruto desse trabalho é o paulista e radicado em Salvador, Robson Brito, que já lançou três livros após a participação nas coletâneas de Valdeck Almeida.

O desenho da capa pertence ao artista plástico baiano Ed Ribeiro, e representa o orixá Ogum (São Jorge).
Relação dos contos selecionados:

1° lugar – “As cidades” – (Thiago Thomazini)

2° lugar – “Mudar de vida” – (João Manuel da Silva Rogaciano)

3° lugar – “O anjo de Sorocaba” – (Maria da Guia)

4° lugar – “Quaresmeira” – (Benedito Costa Neto)

5° lugar – “Monsieur Yeux Bleus” – (Priscylla Piucco)

6° lugar – “Os dois rapazes” – (Reinaldo Fernandes)

7° lugar – “Ordens são ordens” – (Floriano Lott)

8° lugar – “Olhos negros” – (Nathalie Gaudêncio)

9° lugar – “Um equívoco da natureza” – (Lucêmio Lopes da Anunciação)

10° lugar – “Adelaide que amava Márcia que amava o mar” – (Nilton Silveira)

11° lugar – “O templo das mãos” – (Felipe Freitag)

12° lugar – “Espera de uma vida” – (José Ricardo Oliveira)
VALDECK ALMEIDA DE JESUS, 43, Jornalista, funcionário público, editor de livros e poeta. Membro correspondente da Academia de Letras de Jequié e efetivo da União Brasileira de Escritores.

Para saber mais acesse: www.galinhapulando.com

Read Full Post »

A Série TCA 2010 – Ano XV promove no dia 15 de agosto (domingo) uma noite de música instrumental no melhor estilo camerístico, reunindo dois nomes de sucesso internacional, o Duo Assad, formado pelos violonistas brasileiros Sérgio e Odair Assad, e o Turtle Island String Quartet, dos Estados Unidos. A apresentação, que acontece na Sala Principal do Teatro Castro Alves, às 20 horas, integra a inédita turnê sul-americana “String Theory”, em que as duas atrações realizam performances individuais e conjuntas. Os ingressos (inteira) custam R$ 80 (filas A a P), R$ 60 (filas Q a Z) e R$ 40 (filas Z1 a Z11).
Realizada pela Secretaria de Cultura da Bahia, por meio da Fundação Cultural do Estado e do Teatro Castro Alves, a Série TCA está comemorando em 2010 seu 15º ano. Criado com o objetivo de inserir Salvador e a Bahia no circuito internacional de grandes espetáculos, o projeto tem trazido para a Sala Principal do TCA alguns dos mais renomados artistas e companhias de dança, música e teatro do mundo. Na atual temporada já se apresentaram o Ballet Imperial da Rússia, a São Paulo Companhia de Dança e o pianista polonês Jan Krzysztof Broja, que realizou um concerto junto com a Orquestra Sinfônica da Bahia.
SERVIÇO:
O quê: Duo Assad & Turtle Island String Quartet
Onde: Sala Principal, do TCA
Quando: 15 de agosto, domingo, às 20h
Ingressos (inteira): R$ 80 (filas A a P), R$ 60 (filas Q a Z) e R$ 40 (filas Z1 a Z11)

Read Full Post »

O Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional estimula a produção de reportagens que tratem com abrangência e profundidade da temática do crédito para o desenvolvimento. Cultura, educação e responsabilidade socioambiental compõem a miscelânea de assuntos a serem abordados. Interessa-nos, sobretudo, saber de quem são as iniciativas que têm ajudado a transformar a Região e quais os assuntos merecem ser discutidos em prol da sociedade nordestina, papel para o qual a imprensa, com todo o seu senso de observação e criticidade, tem participação essencial.
http://www.bnb.gov.br/content/aplicacao/Eventos/PremioJornalismo2010/gerados/apresentacao.asp

Read Full Post »

Older Posts »