Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘anistia’

Com estrelaO teatro Vila Velha foi escolhido para receber a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça para julgamento oficial do pedido de anistia política do cineasta baiano, Glauber Rocha. O evento contou com a presença do ministro da Cultura, Juca Ferreira, do governador do Estado, Jaques Wagner, do secretário de Cultura do Estado, Márcio Meirelles e do presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, Paulo Abrão.
Na platéia, representantes do audiovisual baiano, políticos, autorides e, em especial, a presença de Dona Lúcia Rocha e Paloma Rocha, respectivamente mãe e filha, esta última, autora da pedido do processo. Também estiveram presentes os filhos Pedro Paulo Rocha, Erik Rocha e Ava Rocha. O julgamento da Comissão de Anistia, tranferido para Salvador, foi presidida por Paulo Abrão e contou com a presença dos Conselheiros, Luciana Garcia, Prudente Mello e Ana Guedes, além do ministro da Cultura, Juca Ferreira, testemunha do processo.
“Estamos aqui para compreender que as ditaduras não suportam a liberdade de expressão. Milhares de Brasileiros ainda aguardam esse processo de reparação histórica. Eventos como esses são importantes para que esta geração transmita para a próxima o respeito a liberdade, pois o país que conhece seu passado não comete os mesmos erros. Ditadura nunca mais”, iniciou Paulo Abrão.
Após leitura resumida do processo com mais de 200 páginas, a Conselheira Luciana Garcia solicitou o pagamento de indenização à família no valor de R$ 234 mil e pensão vitalícia de R$ 2 mil, para a viúva de Glauber, Paula Gaitán. O processo de anistia julgou a prisão ilegal do cineasta por 19 dias na década 1970, o exílio de 6 anos, a censura dos filmes do artista, além da dificuldade de apoio financeiro para a realização dos filmes.
“É uma força simbólica muito grande eu, enquanto ministro da Cultura de um governo democrático servir de testemunha no processo político de Glauber Rocha. Ele que por muitas vezes informou publicamente a vontade de ser ministro da Cultura. Essa é uma boa oportunidade de pedir a ele, que, de onde ele estiver, nos anistie”, finalizou emocionado o testemunho o ministro Juca, também anistiado político.
Após o testemunho, os conselheiros Prudente Melo e Ana Guedes se colocaram a favor do pagamento de indenização à família. Guedes que também é integrante do movimento Ditadura Nunca Mais, fez referência a importância do Teatro Vila Velha na história da cultura na Bahia. “Esse espaço aqui, nos período dos anos 60 foi o espaço mais demicrático na Bahia. Esse espaço abriu as portas para reunião, debates, shows e hoje eu me sinto muito emocionada. O requerimento de anistia não podia ter um local mais indicado na Bahia”, afirmou.
No final da cerimônia, Paulo Abrão se dirigiu à família, principalmente à mãe do cineasta. “Gostaria de me dirigir aos familiares de Glauber, netos, filhos, irmã, ex-esposa e especialmente a sua mãe. Gostaria de me dirigir especialmente a senhora e tardiamente dizer que a Comissão de Anistia declara Gauber Rocha anistiado político. Pedimos desculpas e perdão por tudo que a senhora sofreu, as nossas mais justas homenagens. Que o espírito de Glauber Rocha invada nossa juventude”, finalizou.
Bando de Teatro Olodum – A cerimônia foi marcada pela presença dos integrantes do Bando de Teatro Olodum que fizeram uma apresentação especial para ocasião, com texto de Claudio Simões. Quem também participou da cerimônia foi o ator Diogo Lopes Filho, cantando um trecho do espetáculo “Esse Glauber”, texto de 2005 da dramaturga Aninha Franco.

Anúncios

Read Full Post »

anistia

O público tem até a próxima terça-feira, dia 15.09, para visitar a exposição ‘Direito à Memória e á Verdade – a ditadura no Brasil: 1964-1985’, montada na Galeria dos Mestres do Forte de Santo Antonio Além do Carmo, um dos 13 espaços administrados pelo IPAC/Secult.

A mostra que faz parte das comemorações pelos ‘30 anos da Anistia’. A iniciativa é da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Governo da Bahia. Os 15 painéis mostram a trajetória de luta do povo brasileiro pela Anistia no país, lembrando fatos históricos marcantes da época da Ditadura como o fechamento do Congresso Nacional, as manifestações pelas Diretas e contra a Censura, a promulgação do AI 5 e finalmente a Anistia, em 28 de agosto de 1979. A exposição está aberta de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas.

Read Full Post »

convite30anistia

Read Full Post »