Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘festival’

Read Full Post »

Foto: "O Vestido" da Cia. Corporeidade de Jequié

Espetáculos de Jequié (“O Vestido” e “Sombra Oculta”) e Itiruçu (“Descaso Social”), foram levados ao palco do Centro de Cultura ACM na segunda noite de realização do I Festival de Dança do Sudoeste Baiano.

Além de grupos de dança de Jequié, participam do encontro representantes de diversos municípios baianos, entre eles, de Maracás e Itabuna, que abriram a noite de atividades.

As apresentações seguem gratuitamente até o dia 25. Hoje(24), às 15h, será apresentado o espetáculo “Vivendo e Aprendendo” Cia Lúcio Novaes de Dança, com a participação de portadores de necessidades especiais assistidos pela FUAN – Fundação Urbano de Almeida Neto e APAE. Às 20h, apresenta-se a Cia de Dança da UESB, com o espetáculo “Fragmentos”.

Após às apresentações dos espetáculos, o público  ainda pode ter alguns minutos de bate-papo com os integrantes dos grupos, promovendo uma importante troca de experiências. O Festival, que conta com o patrocínio do Fundo de Cultura da Bahia, SecultBa, segue com entrada franca até a próxima quinta-feira, dia 01 de dezembro.

Read Full Post »

No dia 23 de outubro, às 10h30, acontece a festa de abertura do Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) em Salvador com a exibição simultânea de diversos filmes, inclusive produções baianas, nas oito salas do Cinemark (Salvador Shopping).

O destaque vai para a Sessão Especial – Curta Baianos que exibe os curtas metragens de produção local com a presença de seus realizadores. Um desses curtas é MIÚDA E O GUARDA-CHUVA, com direção de Amadeu Alban e Jorge Alencar, que conta a história de Thainie, uma garota que alimenta sua planta carnívora com formigas que, cansadas de serem caçadas, fazem um plano secreto cheio de fenômenos extraordinários, sombrinhas e poesia. O cineasta Amadeu Alban também apresenta CAMILA E O ESPELHO, falando sobre uma menina que vive insatisfeita, se achando estranha e colecionando defeitos. O que ela não sabe é que, apesar de achar que ninguém a entende e dela própria não se entender, fatos marcantes e inesquecíveis estão prestes a acontecer. Em DOIDO LELÉ, de Ceci Alves, Caetano adora cantar no rádio e para isto, enfrenta o terrível gongo no programa de calouros e a ira do pai, que não aceita isso de jeito nenhum. Apesar disso, é o pai que acaba lhe dando uma grande idéia e o caminho para o sucesso. Por fim, CARRETO, com direção de Cláudio Marques e Marília Hughes, narra a história de Tinho, que trabalha com um carrinho de mão transportando mariscos e colhendo cajus. Um dia conhece Stephanie que adora desenhar e tem  dificuldade para andar. Eles ficam tão amigos que ele fará tudo o que puder para ajudá-la.

Os curtas baianos também serão exibidos durante a programação do FICI. Consulte a programação em: www.fici.com.br .

O Festival Internacional de Cinema Infantil acontece de 22 a 31 de outubro no Cinemark – Salvador Shoppin. É apresentado em Salvador pelo BNDES e tem patrocínio do BNDES,  Petrobras, Mc Donald´s, Oi e ONS. Dirigido por Carla Esmeralda e Carla Camurati.

Mais Informações em: www.fici.com.br

Read Full Post »

Read Full Post »

A cidade de Cachoeira e região do entorno é palco de movimentos culturais fortíssimos desde a década de 1970, e a partir desse histórico positivo para a produção cultural brasileira o FIAR colabora com a experimentação de linguagensal, anexando aos pólos locais de produção cultural (Terreiros, Pontos de Cultura, Filarmônicas, galerias poéticas, sebos, praças, Universidades…) atividades integradas de apreciação e formação técnica para a produção audiovisual artística.

Em um mês, 7 projetos artísticos envolvendo linguagens artísticas diversas como a performance, as intervenções urbanas, a arte eletrônica e o graffiti serão realizados nas cidades de Cachoeira e São Félix no recôncavo baiano. A proposta do encontro é FIAR uma rede artística e audiovisual nacional, que nos espaços urbanos do Recôncavo, conecte-se com o público.

Conheça toda a programação visitando o blog.
http://fiarbahia.wordpress.com/

Read Full Post »


Com proposta de celebrar a paz e o respeito ao próximo através da música da atitude rastafári, iniciará no Pelourinho o “Festival de Reggae do Pelô 2010”, evento que faz parte do projeto Tô no Pelô. O festival tem início no próximo domingo, 26 de setembro, com a apresentação da banda baiana Kebra Nagast no Largo Tereza Batista, às 18h30. A entrada é franca.

O “Festival de Reggae do Pelô 2010” foi um dos vencedores do Edital Tô no Pelô – Apoio à Dinamização Artístico Cultural do Pelourinho (Categoria Ocupação de Largos), promovido pelo Instituto Patrimônio Artístico e Cultural, Pelourinho Cultural, Fundo de Cultura e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. O evento tem como objetivo difundir os ideais da cultura rastafári, mostrando ao público bandas que primam pela valorização do ser humano através da música. Nesse sentido, vai colaborar para a ampliação da variedade de ritmos musicais encontrados no histórico Pelourinho, que terá no reggae um representante das mais profundas raízes da África.

Surgido na Jamaica, o reggae traz em suas letras estreita relação com a disseminação da cultura africana, além de denunciar as mazelas existentes na sociedade feita de uma maneira a confrontar as opressões, principalmente aquelas sofridas pelos negros. Enquanto estilo musical, também traça excelentes parâmetros de comportamento ligados à espiritualidade

A existência deste festival no Pelourinho traz um reforço à memória do local, utilizado no período colonial para a tortura dos escravos. O Pelô agora reverberará músicas que trazem mensagens essenciais à destruição de práticas abomináveis, e que buscam entender como fundamental a prática da tolerância entre os seres humanos. Para reforçar esta ideia, o Festival contará com diferentes atrações.

Foto: Divulgação

Original de Salvador, a banda Kebra Nagast, um dos destaques do festival, tem seis anos de estrada e faz no Festival de Reagge do Pelô o show Desmistificação, nome do seu primeiro CD – uma coletânea das principais canções, que intuem à reflexão acerca dos valores rastas. A banda interpreta covers de canções dos ícones do reggae mundial, a exemplo de Bob Marley, Peter Tosh e Alpha Blondy, além de uma variedade de composições próprias.

Serviço:

O Que: Festival de Reggae do Pelô 2010
Quando: 26 de setembro, 17 e 31 de outubro e 12 de novembro.
Programação:
26/set/10 (Kebra Nagast), 18h30
17/out/10 (Red Meditation), 18h30
31/out/10 (Arkaingelle, da Guiana Inglesa), 18h30
12/nov/10 (Messenjah Selah, da Jamaica), às 20h
Quanto: gratuita para os shows de 26/set e 17/out. R$5,00 (inteira) para os dias 31/out e 12/nov, datas das atrações internacionais.

Read Full Post »

As inscrições do VI Festival de Euclides da Cunha, que acontece entre os dias 14 e 17 de outubro, no auditório do Educandário Oliveira Brito, foram prorragadas até o dia 27 de Setembro de 2010. O evento é uma realização da Cia Teatral Farinha Seca, que foi contemplada pelo Edital de Apoio a Microprojetos Culturais, do Ministério da Cultura, através da Secretaria de Articulação Institucional – SAI, da Fundação Nacional de Artes – Funarte, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, e através da Superintendência de Cultura – SUDECULT e a Fundação Cultural do Estado da Bahia – FUNCEB.

Read Full Post »

A cidade de Cachoeira e região do entorno é palco de movimentos culturais fortíssimos desde a década de 1970, e a partir desse histórico positivo para a produção cultural brasileira o FIAR colabora com a experimentação de linguagensal, anexando aos pólos locais de produção cultural (Terreiros, Pontos de Cultura, Filarmônicas, galerias poéticas, sebos, praças, Universidades…) atividades integradas de apreciação e formação técnica para a produção audiovisual artística.

Em um mês, 7 projetos artísticos envolvendo linguagens artísticas diversas como a performance, as intervenções urbanas, a arte eletrônica e o graffiti serão realizados nas cidades de Cachoeira e São Félix no recôncavo baiano. A proposta do encontro é FIAR uma rede artística e audiovisual nacional, que nos espaços urbanos do Recôncavo, conecte-se com o público.

Conheça toda a programação visitando o blog: 
http://fiarbahia.wordpress.com/

Read Full Post »

Centro de Pesquisas Teatrais de Duque de Caxias e Secretaria Municipal de Cultura realizará no período de 01 a 14 de novembro de 2010 o 7º Festival de Teatro em Duque de Caxias nas categorias adulto e infantil.

As inscrições são gratuitas e vão de 08 de etembro até 08 de outubro de 2010. Podem participar qualquer espetáculo teatral com apenas um espetáculo adulto ou infantil.

Mais informações:
(21) 2771-3062 / 2671-4134 (horário comercial)
(21) 8679-9114, 8195-5155, 9101-1414
(22) 9917-0032
E-mail: cptdc@hotmail.com

Click e baixe a ficha de inscrição: REGULAMENTO E FICHA DE INSCRICAO 2010

Read Full Post »

De 10 e 19 de setembro, Festival de Teatro do Subúrbio leva 13 espetáculos para o bairro de Plataforma. Evento promovido pela sociedade civil garante a produção cultural na região pelo segundo ano consecutivo.

O bairro de Plataforma, no subúrbio ferroviário de Salvador, cedia pela segunda vez consecutiva o Festival de Teatro do Subúrbio – FTS, de 10 a 19 de setembro, no Centro Cultural Plataforma, a preços populares (R$2 e R$1), sendo 50% das vagas gratuitas e reservadas para estudantes de escola pública. O evento é promovido pelo Coletivo de Produtores Culturais do Subúrbio, protagonista em ações culturais na região.

Durante dez dias, 13 atrações subirão ao palco do Centro Cultura Plataforma, equipamento cultural da Fundação Cultural do Estado da Bahia, unidade da SecultBA, que não cobrou a pauta para a realização do Festival. Os mais de 300 artistas envolvidos trazem espetáculos como Se Acaso Você Chegasse, da Arte Cia. de Teatro, Mar me Quer da Outra Cia. de Teatro e O Indignado, com direção de Fernando Guerreiro, além de diversos outros grupos selecionados. Confira a programação completa clicando aqui.

Read Full Post »

Em setembro, o Pelourinho Cultural, programa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, presenteará baianos e turistas com um grande culto ao riso. Entre os dias 09 e 19, a agenda do programa receberá a primeira edição do Festival de Humor e Performance, projeto aprovado no edital Tô no Pelô. Durante o período, as mais diversas manifestações humorísticas tomarão conta do Largo Pedro Archanjo todos os dias. Os ingressos serão vendidos a preços populares no local e na sorveteria A Cubana. As entradas custarão R$5,00 a inteira e R$2,50 a meia.

O humor e o riso serão o fio que irá conectar as mais diversas manifestações artísticas durante todo o festival. As atrações irão variar entre peças teatrais, bandas musicais, stand-up comedy, performances artísticas, exposições de fotografias e audiovisual, entre outros. No total, serão 26 espetáculos, com 12 atrações baianas e 14 atrações de outros estados brasileiros, como a banda Móveis Coloniais de Acaju (DF), o grupo Comida dos Astros (SP) e o coletivo circense Udi Grudi (DF).

Com o intuito de traçar um panorama da produção humorística contemporânea no Brasil, o festival abrigará também oficinas, além de levar ao Pelourinho espetáculos com artistas conhecidos do grande público a preços populares. Outra missão do Festival de Humor e Performance é proporcionar um espaço onde artistas e produtores de material audiovisual que incorporem o humor às suas obras possam expor seus trabalhos.

Para a diretora artística do Festival, Marilda Santanna, o humor pode ser definido como uma característica do homem e se apresenta de diversas formas, dentre elas, o riso. “Queremos expressar o riso de várias maneiras. Vamos promover uma grande festa da arte, da palavra, da performance e da imagem pelo riso. Fusão de estilos, interatividade e muita descontração darão a tônica à programação”, diz

Serviço:
O Que: Festival de Humor e Performance
Quando: 08 a 19 de setembro
Onde: Largo Pedro Archanjo
Quanto: R$5,00 (inteira) e R$2,50 (meia)

Clique aqui e veja a programação completa!

Read Full Post »

O mês de setembro será de puro riso em Salvador. As mais diversas manifestações do humor estarão em cartaz, de 09 a 19 de setembro, na primeira edição do Festival de Humor e Performance, que receberá atrações de várias regiões do País. Nos doze dias de festival, o público vai conferir 26 atrações diferentes, apresentados na Praça Pedro Arcanjo – Pelourinho, a preços populares.
Através do cinema, música, circo, oficinas, exposições de arte, mesas temáticas, teatro e stand-up comedy, artistas como o cantor Zéu Brito (RJ), o comediante Renato Piaba (BA), a banda Móveis Coloniais de Acaju (DF) e o grupo Comida dos Astros (SP) apresentarão o melhor do humor brasileiro. Ao todo, 12 atrações baianas e 14 representantes de outras regiões (São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal) estarão no evento, considerado o primeiro do gênero já realizado na Bahia.
Para receber os artistas e o público, todo o espaço será decorado e ambientado com a temática do humor. O local contará também com feira e exposição de artes visuais, programação infantil, paralelamente à programação oficial, mostra de vídeos, oficinas e mesa temática.
Durante os 11 dias de espetáculo, o I Festival de Humor e Performance espera receber um público estimado em 10 mil visitantes. Os ingressos, vendidos a R$ 5 (inteira) e R$ 2,50 (meia), estarão disponíveis nas Sorveteiras A Cubana e na bilheteria da Praça Pedro Arcanjo, a partir do dia 30 de agosto.

O Festival servirá como uma oportunidade para traçar um panorama da produção humorística contemporânea, além de acompanhar o que está sendo criado no Brasil. “O FHP propõe, por meio das diversas linguagens artísticas, oferecer o que há de melhor em cada uma delas, tendo a comédia e a performance como destaques”, explica Tuca Morais, idealizador do evento.

Para diretora artística do Festival, Marilda Santanna, o humor pode ser definido como uma característica do homem, e se apresenta de diversas formas, dentre elas, o riso. “Queremos expressar o riso de várias maneiras. Vamos promover uma grande festa da arte, da palavra, da performance e da imagem, pelo riso. Fusão de estilos, interatividade e muita descontração darão a tônica da programação”.

Vencedor do edital Tô no Pelô/2008, pelo Fundo de Cultura, organizado pela Fundação Cultural do Estado, em parceria com o IPAC e o Pelourinho Dia & Noite, o projeto tem a missão de levar espetáculos com artistas conhecidos do grande público, a preços populares, além de dedicar um espaço especial para que artistas plásticos, designers, escultores, grafiteiros e fotógrafos exponham sua arte. Dar visibilidade às várias linguagens humorísticas, estimular a formação de plateia e contribuir para a revitalização do Centro Histórico também são propósitos do evento.
O FHP convida todos os artistas e produtores de audiovisual que incorporam o humor às suas obras para participar do Festival.

As inscrições começaram em 26 de julho e seguem até o dia 15 de agosto. Os trabalhos selecionados serão expostos na Feira de Artes Visuais e na Mostra de Vídeos durante os 11 dias do festival, na Praça Pedro Arcanjo – Pelourinho. Os interessados devem contatar a Lima Comunicação, através do e-mail fhp@limacomunicacao.com.br ou dos telefones 71 3240-6366//6344.

Read Full Post »

Read Full Post »

O grupo Palhaços para Sempre celebra seus dez anos apresentando remontagens de espetáculos criados pelo grupo, números clássicos, e ministrando uma oficina de palhaçaria. O grupo, que nasceu após o VIII Retiro de Clown e o Sentido Cômico do Corpo, ministrado pelo Lume Teatro, foi fundado em 2000 por Demian Reis, Felícia de Castro, Flavia Marco Antônio, João Porto Dias e João Lima, no intuito de pesquisar a arte do palhaço.
Em parceria com SESC SENAC PELOURINHO o Palhaços para Sempre saúda a primavera apresentando durante todo mês de setembro no teatro do SESC SENAC PELOURINHO o espetáculo JARDIM, que criado e encenado originalmente por Flavia Marco Antonio e Felícia de castro em 2002, foi contemplado com prêmio duplo de melhor atriz no XII Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga (2005). Agora, para comemorar os dez anos do grupo, a peça é remontada com Felícia de Castro e Suzana Miranda, uma representante da nova geração de palhaços que vêm colorindo Salvador.
Ainda em setembro o grupo apresenta na Arena do SESC, comandado por Demian Reis (Tezo) e Felícia de Castro (Bafuda), o espetáculo LAVANDO A ALMA, que em clima de celebração, recriam números clássicos com elementos novos, surpresas, e as participações especiais dos palhaços Alexandre Casali (Biancorino) e João Lima (Tiziu), e dos músicos Rowney Scott e Celo Costa, parceiros do grupo ao longo de seus dez anos.
Em outubro o aniversário continua com oficina e surpresas. Integrando a Mostra de Artes do SESC Demian Reis ministrará OFICINA DE PALHAÇARIA.
O projeto de celebração dos 10 anos do Palhaços para Sempre recebe o apoio institucional da FUNCEB através do calendário de pequenos apoios , e recebe homenagem do FILTE – Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia integrando sua programação.

Read Full Post »

Com direção de Juliano Britto, “Os mortos” será encenado nesta terça feira na capital baiana como concorrente no Festival de Teatro Amador de Salvador.
O texto que, originalmente é um conto escrito por Araken Vaz Galvão e publicado no livro “Pargo e outras histórias” foi montado pela primeira vez na Ocupação Cultural por Adriano Pereira e apresentado em maio deste ano no Centro de Cultura de Valença, onde é realizado o projeto.
Nesta montagem, o texto foi acrescido do poema “Pátria”, de Geraldo Maia, interpretado pelo ator Geilson de Brito. Na concepção de Juliano, “o objetivo de relembrar os tantos martirizados pela ditadura militar para contar mediante as palavras de dois perseguidos da ditadura o que era o inferno das masmorras militares”.
No entanto, o texto é também um questionamento onde ambos confrontam-se interrogando e lançando respostas. Com um texto discursivo e uma direção mais voltada à linguagem moderna onde os atores e diretor tornam-se um só e através das suas experiências criativas chegou-se ao resultado final com um cenário sugestivo.
A montagem é assinada pelo grupo OPECADO – Oficina Permanente de Criações Artísticas Deus Omni, grupo que surgiu em 2005 quando seus primeiros integrantes montaram o espetáculo cênico “Teatro Nu”, cuja apresentação rendeu-lhes os prêmios de melhor espetáculo e melhor interação com a platéia no Festival de Teatro do Baixo Sul. OPECADO que na verdade não chega a ser um grupo institucionalmente organizado, mas sim um coletivo de artistas valencianos, enquanto Oficina permanente sempre se propôs a fazer arte questionando o seu fazer artístico.

SERVIÇO

O QUE: Espetáculo Teatral Os Mortos
QUANDO: 31/08 (terça-feira)
ONDE: Centro de Cultura Ensaio
Avenida Leovigildo Figueiras, n 58 – Garcia (Campo Grande)
http://adriano-pereira.blogspot.com

Read Full Post »

Older Posts »