Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘peça’

Com direção de Juliano Britto, “Os mortos” será encenado nesta terça feira na capital baiana como concorrente no Festival de Teatro Amador de Salvador.
O texto que, originalmente é um conto escrito por Araken Vaz Galvão e publicado no livro “Pargo e outras histórias” foi montado pela primeira vez na Ocupação Cultural por Adriano Pereira e apresentado em maio deste ano no Centro de Cultura de Valença, onde é realizado o projeto.
Nesta montagem, o texto foi acrescido do poema “Pátria”, de Geraldo Maia, interpretado pelo ator Geilson de Brito. Na concepção de Juliano, “o objetivo de relembrar os tantos martirizados pela ditadura militar para contar mediante as palavras de dois perseguidos da ditadura o que era o inferno das masmorras militares”.
No entanto, o texto é também um questionamento onde ambos confrontam-se interrogando e lançando respostas. Com um texto discursivo e uma direção mais voltada à linguagem moderna onde os atores e diretor tornam-se um só e através das suas experiências criativas chegou-se ao resultado final com um cenário sugestivo.
A montagem é assinada pelo grupo OPECADO – Oficina Permanente de Criações Artísticas Deus Omni, grupo que surgiu em 2005 quando seus primeiros integrantes montaram o espetáculo cênico “Teatro Nu”, cuja apresentação rendeu-lhes os prêmios de melhor espetáculo e melhor interação com a platéia no Festival de Teatro do Baixo Sul. OPECADO que na verdade não chega a ser um grupo institucionalmente organizado, mas sim um coletivo de artistas valencianos, enquanto Oficina permanente sempre se propôs a fazer arte questionando o seu fazer artístico.

SERVIÇO

O QUE: Espetáculo Teatral Os Mortos
QUANDO: 31/08 (terça-feira)
ONDE: Centro de Cultura Ensaio
Avenida Leovigildo Figueiras, n 58 – Garcia (Campo Grande)
http://adriano-pereira.blogspot.com

Read Full Post »

A peça, que estreou em 2009, foi indicada ao Prêmio Braskem de Teatro 2010, participou como espetáculo selecionado da mostra nacional do FENATIFS 2009 (2º Festival Nacional Infantil de Feira de Santana), foi convidada para fazer a abertura do 1º FESTIVAL DE CONTADORES DE HISTÓRIAS da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, participou do Festival Internacional de Teatro de Curitiba 2010, foi selecionada para o I Festival Nacional de Teatro de Natal (RN) (agosto de 2010) está em cartaz no Teatro SESI – Rio Vermelho e fará apresentação comemorativa de 01 ano de sucesso nesse domingo, às 16h.
Serviço: QUEM CONTA, FAZ-DE-CONTA! – Musical para todas as idades.
Onde: Teatro SESI – Rio Vermelho – Rua Borges dos Reis, 09 – Rio Vermelho
Tel.: (71) 3616 7061 / 3616 7081 / Fax: 3616 7052
Quando: 07 de agosto a 26 de setembro de 2010, Sábados e Domingos, às 16h.
Quanto: R$ 8,00 e 16,00 (Preço promocinal)
Realização: Cabriola Cia de Teatro
Contato: (71) 9618-0555 / 8629-1129 E-mail: cabriola.ciadeteatro@hotmail.com

Read Full Post »

O Nórdico com Thor Vaz
Vencedor do Festival de Cinema Digital de Jericoacoara (CE), na categoria melhor ator, pelo curta-metragem 300 dias, Thor Vaz (Peter Punk e Escape) estréia o solo O Nórdico, que aborda a solidão e a esquizofrenia com um viés psicanalítico. Com trilha sonora executada ao vivo pelos músicos Tomaz Mota e Leopoldo Vaz Eustáquio, a peça apresenta um personagem cujas companhias misteriosas são animais que aparecem, vez por outra, e não lhe dão atenção. Mas na verdade, esses bichos são projeções do inconsciente. “É um tratado poético e filosófico sobre a solidão. Confuso num universo paralelo, o personagem expõe seus devaneios sobre pessoas e deuses com um discurso que transborda humor sarcástico e corrosivo”, explica Vaz que divide a direção com Nando Zâmbia.
O processo de construção de O Nórdico, em maio, no Gamboa Nova, trouxe como ponto de partida o ator/performer em direta contracena com a iluminação, a trilha sonora e o fluxo de improvisação. Assim, essa tríade se tornou responsável pela criação de uma narrativa lógica, lírica e latente. A partir de algumas experimentações, o trabalho ganhou forma e a estética teatral – que antes figurava como performance contínua e particular – apareceu. Suas bases foram às pesquisas cênicas dos teóricos Artaud e Grotowski, além da utilização de recursos retóricos semelhantes às técnicas do contador de histórias Griô.
Serviço:
Quando: 02 a 30/09 (quinta-feira)
Horário: 20h
Onde: Teatro Gamboa Nova
Valor: R$ 10 (inteira) e R$5 (meia)
Classificação: 14 anos
Informações: (71) 3329-2418
www.teatrogamboanova.com.br

Read Full Post »

Com o título provisório de Ocasiões, o nova montagem teatral do TCA Núcleo está á procura de um nome, que vai ser dado pelo público. Para sugerir, basta acessar o blog do projeto (espetaculoocasioes.blogspot.com), com mais informações sobre o espetáculo, que está em processo de construção, como textos, fontes de inspiração e imagens dos ensaios. Estaremos sorteado entre as sugestões postadas no Blog, 4 convites para festa Zona Mundi e 4 convites para a inauguração da Concha com o show de Otto.
A peça, dirigida por Jacyan Castilho e com dramaturgia de Cláudia Barral, tem como ponto de partida as festas, encontros e celebrações entre amigos e familiares, para, a partir daí, narrar pequenos episódios e tramas que ilustram os ambientes festivos. O espetáculo tem estréia marcada para outubro, e temporadas já confirmadas no Centro Cultural Plataforma e na Sala do Coro do Teatro Castro Alves.
Temporada Centro Cultural Plataforma:
De  14 de outubro a 6 de novembro
Quinta, sexta e sábado
Ingressos: R$ 5,00 inteira e R$ 2,50 meia
Temporada Sala do Coro TCA:
De 12 a 28 de novembro
Sexta, sábado e domingo
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) R$ 5,00 (meia)

Read Full Post »


A peça teatral Silêncio traz uma das realidades mais crescentes em todo o país e porque não dizer no mundo tem como objetivo proporcionar uma ampla visibilidade no tocante a violência contra crianças e adolescentes que se apresenta na sociedade contemporânea, como umas das piores formas de desrespeito a seres humanos. Através desta iremos mostrar a violência urbana e social em suas diversas formas de manifestação, nua e crua.

Read Full Post »

Foto: Manu Dias

O espetáculo O Sapato do Meu Tio comemora seu aniversário de 5 anos retornando aos palcos de Salvador no Teatro Vila Velha, de 27 de agosto a 05 de setembro de 2010. O soteropolitano que ainda não assistiu ao espetáculo visto por mais de 75 mil espectadores no Brasil e exterior terá mais essa chance de conferir a peça por uma curta temporada. As apresentações acontecem de sexta à domingo, às 20h, e os ingressos custam R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia).

Nesse 5º ano está agendada a participação como convidado especial da 4ª edição do “Festival Les Tréteaux Du Maroni”, realizado na Guiana Francesa, entre os dias 25 de abril e 2 de maio de 2010 e o destaque no “Festival Brasil em Chile, Chile em Brasil” em Santiago, nos dias 07 a 10 de julho de 2010. Brevemente o espetáculo estará aportando na Espanha para apresentações no “Otoño Cultural Iberoamericano”, em Huelva e Sevilla, cujo país homenageado será o Brasil. O Sapato do Meu Tio representa o país como única peça adulta nacional convida para o festival.

Um olhar sensível e bem-humorado sobre a convivência entre dois artistas nos bastidores dos espetáculos que apresentam em diversas cidades, quando o mais velho deles, o Tio, começa a ensinar sua arte para o sobrinho, revelando uma relação de poucas palavras, mas cheia de respeito, humor e, sobretudo, poesia. Entre sucessos e fracassos, os personagens apresentam uma verdadeira homenagem ao ofício do palhaço, onde temas como a passagem do tempo e a aprendizagem são explorados ora através do drama, ora da comédia.

Esse é o mote central da peça O Sapato do Meu Tio, que traz os atores Alexandre Luis Casali e Lúcio Tranchesi sob a direção de João Lima. O espetáculo recebeu os prêmios de melhor espetáculo, melhor ator (Lúcio Tranchesi) e melhor diretor (João Lima) na edição 2005 do Prêmio Braskem de Teatro, a mais importante premiação do teatro baiano.

SERVIÇO:

O Que: “O Sapato do Meu Tio”  
Quando: 27 de agosto a 05 de setembro/2010 (sexta, sábado e domingo)
Horário: 20h 
Local: Teatro Vila Velha, Av. Sete de Setembro, s/n – Passeio Público
Ingressos: R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia)

Classificação Livre – Crianças acima de 7 anos de idade

Mais Informações: (71) 3080-4600

Read Full Post »

A população de Jequié terá a oportunidade de assistir no mês de agosto o espetáculo “As Feministas de Muzenza”. Em duas apresentações, nos dias 06 e 07, a peça será apresentada no Centro de Cultura de Jequié.

A história que tem como base a influencia cultural afro, desenrola a partir da luta de várias mulheres que tentam criar um movimento feminista que vêem no crescimento da cidade a oportunidade de conquistar e defender o seu lugar na sociedade de Muzenza. Por esta razão, decidem lutar contrariando a igreja, os homens e até mesmo algumas mulheres muzenzistas.

Serviço:

O Que: As Feministas de Muzenza
Data: 06 e 07 de agosto
Horário: 20h
Local: Centro de Cultura de Jequié
Ingressos: R$20 e R$10 (meia entrada)
Classificação: 12 anos

Read Full Post »

Com um projeto inédito e superlativo, o time de atuadores do Teatro Oficina chega a Salvador sob a direção de Zé Celso Martinez Corrêa para apresentar quatro peças que integram a turnê nacional do Dionisíacas em Viagem. O projeto tem apoio do Ministério da Cultura e manutenção da Cia Oficina pela Petrobras e envolve a realização de oficinas e apresentações teatrais gratuitas, além do Festival “Das Bandas do Oficina”. As peças serão apresentadas de 25 a 28 de junho no Teatro de Estádio (instalação itinerante montada no Campus de Ondina da UFBa, atrás da Escola de Dança da UFBa), enquanto as oficinas acontecem de 18 a 21 de junho na Escola de Dança da UFBa. Já o show musical será realizado no dia 21 de junho, às 20h, no Cabaré dos Novos – Teatro Vila Velha. Todos os espetáculos de teatro são gratuitos, com sugestão de doação voluntária de 1kg de alimentos (para a peça Cacilda!!, a sugestão é que se leve uma flor).


Read Full Post »

O espetáculo circense de rua venceu edital da Funarte e está em exibição gratuita em espaços públicos de Salvador até o dia 20 de junho
Com quantas pessoas se faz um espetáculo circense? Para o palhaço Tiziu, basta uma. Em O Circo de Um Homem Só, ele vai além das performances típicas de um palhaço e arrisca números de malabarismo, acrobacia, equilibrismo e ilusionismo. Entre um número e outro, deixa escapar sua habilidade duvidosa para tantas funções, o que confere um tom cômico ao espetáculo. As trapalhadas do personagem, interpretado pelo ator e diretor João Lima, já passaram pelas praças da Piedade, Dois de Julho, Thomé de Souza, dentre outros espaços públicos. As próximas paradas da montagem são o Abrigo Dom Pedro II (Ribeira) e a Praça Marechal Deodoro (Comércio), onde o público poderá assistir gratuitamente ao solo de clown.
Realizada pelo grupo Viapalco, há doze anos no cenário cultural baiano sob a direção de João Lima, a montagem recebeu em 2009 o Prêmio Carequinha de Estímulo ao Circo, da Funarte. “O mais importante em um espetáculo de palhaços não são as cenas, mas a relação entre o personagem e o público. E essa montagem dialoga com pessoas de todas as idades”, afirma João, cuja proposta é resgatar a magia dos circos tradicionais através da essência do palhaço, personagem mais cativante do mundo do circo.

Próximas apresentações:
Abrigo Dom Pedro II
9 de junho – 15h

Praça Marechal Deodoro
11 de junho- 9h e 16h

Read Full Post »

O ciúme e a paixão protagonizam o espetáculo teatral “Os Enamorados”, tradução inédita do texto de Carlo Goldoni, que estréia em junho no Teatro Vila Velha.
Eugênia está enamorada por Fulgêncio. O amor e o caráter dos dois são tão fortes que transformam paixão em sofrimento. Esse é o mote do espetáculo “Os Enamorados”, que estréia em junho no Teatro Vila Velha, com direção de Antonio Fábio. O texto, escrito no século XVIII, é uma das obras mais singulares do dramaturgo italiano Carlo Goldoni, e foi traduzido e adaptado especialmente para esta montagem.
O mês de junho, “Mês dos Namorados”, foi escolhido para a estréia e primeira temporada da peça, que abordará a relação entre amor e ciúme – tema recorrente entre os casais – de forma leve e divertida, porém contundente. Espera-se que o público possa, além de celebrar o amor, refletir sobre uma problemática corriqueira da relação a dois.

SERVIÇO:
O quê: Espetáculo “Os Enamorados”
Quando: Dias 04, 05, 06, 11, 12, 13, 18, 19, 20, 25, 26 e 27 de junho de 2010, sempre às 20h
Onde: Teatro Vila Velha
Quanto: 10 reais (inteira) e 5 reais (meia)
E-mail: espetaculoosenamorados@gmail.com
Site: www.espetaculoosenamorados.blogspot.com

Read Full Post »

O espetáculo “Vida de Galileu” chega a seu último espetáculo desta temporada em Ilhéus.  A montagem é parte das comemorações dos 15 anos do Teatro Popular de Ilhéus, grupo fundado em 1995 por Équio Reis. Em “Vida de Galileu” estão reunidas técnicas e estratégias destes anos de atividade que inclui espetáculos em praça pública, montagens sempre ousadas e a histórica criação de “Teodorico Majestade”, peça que ajudou a mobilizar a população de Ilhéus em torno da cassação de um Prefeito. O grupo já recebeu vários prêmios e duas indicações ao Braskem de Teatro, melhor texto e melhor ator por “Teodorico Majestade”, espetáculo que fica em cartaz durante o mês de setembro no Teatro de Arena da Caixa, no Rio de Janeiro, através do Prêmio de Ocupação dos espaços da Caixa. O Teatro Popular de Ilhéus inicia em maio a montagem do espetáculo “Nazareno contra o Dragão da maldade”, com texto e direção de Romualdo Lisboa, projeto que recebeu o Prêmio de Estimulo a Montagem do Estado. O mês de julho marca a temporada de “Vida de Galileu” em Salvador, em local ainda a ser definido. O espetáculo volta a Ilhéus durante o mês de agosto, quando o grupo participa das gravações do filme “A Última Estação”, de Márcio Curi.
Próximo sábado (22) às18 horas, no Palácio Episcopal de Ilhéus. O espetáculo tem 4 horas e 30 minutos de duração, com 2 intervalos e jantar no final.
Ingressos à venda na Casa dos Artistas.
Reservas pelos telefones: (73)3634-5818 / 8809-3868.

Read Full Post »

Read Full Post »

Em O Nórdico (em processo), o público confere o processo de construção de uma peça, que sem texto escrito previamente, traz como ponto de partida o ator/performer em direta contracena com a iluminação, a trilha sonora, executada por Tomaz Mota e Leopoldo Vaz Eustáquio, e o fluxo de improvisação. Assim, essa tríade se torna responsável pela criação de uma narrativa lógica, lírica e latente. A montagem é protagonizada por Thor Vaz, que também assina a direção ao lado de Nando Zâmbia.
Utilizando o conceito de happening, cada ensaio/experimentação é um espetáculo único, o enredo, que ainda não está finalizado, traz uma abordagem psicológica acerca do homem e suas relações sociais, políticas, éticas, e trata também da esquizofrenia com um enfoque seco e cruel. A partir de algumas experimentações, o trabalhar ganha forma e a estética teatral, que antes figurava como performance contínua e particular, aparece.

Read Full Post »

H2ÓPERA
H2Ópera retrata as aventuras de três crianças que, por causa de uma retaliação a travessuras na escola, fazem uma pesquisa de campo ecológica, entrando em contato com elementos da natureza e com os problemas que esta enfrenta atualmente devido aos estragos causados pelo homem.
Onde: Foyer do Espaço Xisto Bahia
Quando: 01,02,08,09,15,16,22,23,29 e 30/05/2010
Quanto: 10,00 (inteira) 5,00 (meia)
Realização: Espaço Xisto e Arte Sintonia Cia de Teatro
E-mail: artesintonia@gmail.com

AQUECENCO O PANDEIRO E A ZABUMBA

A temporada do show “Aquecendo o Pandeiro e a Zabumba” acontece todas as sextas-feiras de maio, sempre às 19h30 no Espaço Xisto Bahia, Barris. De um lado, com um forró contagiante convertido na mistura do pop e música nordestina, os meninos da banda “A Volante do Sargento Bezerra”, e do outro lado, as meninas do grupo “Chita Fina”, mostrando o samba cadenciado pelos sons do Recôncavo baiano, com a moderna roupagem do samba-rock e MPB.
A banda “A volante do Sargento Bezerra”, formada por Marcus Lyra, André Tiganá, Gabriel Dominguez, Kiko Lisboa, Kiko Souza, Kléber Aguiar, Ricardo Hardmann e Hermogenes Araújo, surgiu na capital em 2004, com um som contagiante destacando-se com combinações entre a guitarra baiana de Armandinho e Aroldo Macedo e o pop nordestino da banda, assim como aconteceu também com a sanfona de Dominguinhos.
Onde: Foyer do Espaço Xisto Bahia
Quando: 07,14,21 e 28/05/2010 às 19:30h
Quanto: 12,00 (inteira) 6,00 (meia)
Realização: Espaço Xisto e Hessel Produções e Pólo de Música da Bahia (POMBA)
E-mail: augustohessel@hotmail.com

A CELA
Na ante-sala das “libertadas”, o lugar onde se quedam as detentas que estão prestes a sair da penitenciária, uma mulher aguarda o momento em que deixará para trás os 16 anos em que cumpriu pena por assassinato, em direção a um futuro incerto e provavelmente hostil que enfrentará dali a minutos, a reinserção na sociedade.
Com este mote, A Cela, do francês Michel Azama (encenada pela única vez no Brasil em 2000, em São Paulo), propõe uma reflexão não só do sistema penitenciário e sua ineficácia na “reinserção” do indivíduo infrator, mas de todo processo de reconstrução psicoafetiva e social pelo qual passa aquele que sofreu uma ruptura em sua trajetória de vida. Autora de um crime passional, que acarretou a perda dos laços familiares, a distância dos filhos, esta mulher defronta-se com inúmeras reflexões e dúvidas na ante-sala para a liberdade. São inevitáveis os questionamentos afetivos e sobre sexualidade, e, principalmente, a incerteza da reconstrução do futuro.
Onde: Foyer do Espaço Xisto Bahia
Quando: 26 e 27/05/2010 – Quarta e Quinta às 20h
Quanto: 10,00 (inteira) 5,00 (meia)
Realização: Espaço Xisto e Fábio Osório
E-mail: fabiosorio@gmail.com

Espaço Xisto Bahia: 3117-6155  http://espacoxisto.wordpress.com/

Read Full Post »

Older Posts »