Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘popular’

A Escola Baiana de Canto Popular abre a temporada de shows de 2011 no palco do Teatro Sesi Rio Vermelho, dia 12 de Janeiro, ás 20hs. O Show coordenado pela cantora e professora Ana Paula Albuquerque e com a  direção musical de Paulo Mutti, é resultado da pesquisa feita pela turma ao longo do terceiro semestre do curso de canto popular, oportunidade em que foram pesquisadas individualmente Vida e Obra dos compositores: Chico Buarque, Dorival Caymmi, João Donato, Milton Nascimento, Ivan Lins, João Bosco, Djavan, Joice e Lenine. Canções desses compositores ganham interpretação nas vozes de Ana Karla Fragoso, Neyla Lopo, Paulo Klaudat, João Gilberto, Chicco Assis, Ismael Quirino, Ana Lucia Pinheiro, Carol Magalhães e Diogo Watanabe.

SERVIÇO

O que – V Mostra de Canto Popular
Quando – 12/01 às 20hs
Onde – Teatro Rio Vermelho
Informações – Escola Baiana de Canto Popular 71-3494-3023/8867-5301

 

Anúncios

Read Full Post »

Read Full Post »

Foto: Divulgação

Fany Solter, pianista baiana radicada na Europa, onde desenvolve uma carreira de grande prestígio, é a convidada da Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba). O encontro acontece no próximo concerto pela Série Quintas Sinfônicas, no dia 23 de setembro, na Sala Principal do Teatro Castro Alves, às 20 horas. O regente convidado é o renomado maestro inglês Kevin Griffths.
Nesta apresentação, Fany Solter será a solista do Concerto nº2, em Si Maior, Op.19 para piano e orquestra, do compositor alemão Ludwig Van Beethoven. O programa da noite terá ainda peças de dois grandes compositores norte-americanos: Adágio para cordas, Op.11, de Samuel Barber, e West Side Story, Danças Sinfônica, de Leonard Bernstein. Os ingressos custam R$ 10, (inteira) e R$ 5, (meia). A Osba é mantida pela Secretaria de Cultura do Estado, através da Fundação Cultural  e TCA, e tem como gestor artístico o pianista baiano Ricardo Castro.

Fany Solter, nascida em Ilhéus, Bahia, é artista de prestígio internacional, condecorada pelo governo brasileiro com a Medalha Villa-Lobos pelos grandes serviços prestados à nossa música na Europa. E recebeu do governo alemão a “Gran Cruz do Mérito”, a mais alta condecoração daquele país.  Fany Solter fez seus primeiros estudos no Conservatório de Música do Rio de Janeiro e nos Seminários da Pró-Arte. Aperfeiçoou-se na Alemanha, diplomando-se pela Escola Superior de Música de Freiburg. Foi premiada em concursos de Munique (Alemanha) e Vercelli (Itália).

Nascido em Londres, Inglaterra, Kevin Griffiths é maestro principal e diretor artístico do The London Steve Reich Ensemble, que atua internacionalmente e ganhou o Diapason d’Or pela sua primeira gravação de CD. Já trabalhou com várias orquestras, entre elas a Orquestra Tonhalle de Zurique, a Orquestra Sinfônica de Lucerna, a Basel Symphony Orchestra, a Orquestra de Câmara de Zurique, a Musikkollegium Winterthur, Orquestra Sinfônica do Estado de Brandemburgo, Orquesta Sinfónica de Navarra, Istanbul State Symphony Orchestra,  e Austrian Arpeggione Chamber Orchestra. De 2007 até 2009, Kevin Griffiths foi bolsista no curso de regência na Royal Northern College of Music. Durante este período, conduziu produções de ópera, que incluem o projeto duplo de Ravel “espagnol L’heure” e “L’enfant et les sortilégios” e “Die Fledermaus” de Johann Strauss. Tem sido apontado como o “Melgaard Young Conductor” com a Orchestra of the Age of Enlightenment, em Londres. Nos últimos dois anos, freqüenta regularmente a França, onde realizou os concertos de abertura do Musique Cordiale Festival e uma produção da ópera de Purcell “Dido e Enéas”.

SERVIÇO: 

O quê: Orquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) / Série Quintas Sinfônicas
Regente: Kevin Griffiths
Solista: Fany Solter
Onde: Sala Principal do Teatro Castro Alves
Quando: 23 de setembro, quinta-feira, às 20 horas.
Ingressos (inteira):    R$ 10,00

Read Full Post »

MPB Mulher Popular Brasileira é um espetáculo musical ao mesmo tempo cômico e inteligente, que tem conquistado platéias de todas as idades, com sua divertida reflexão sobre as músicas brasileiras cuja temática é a mulher. Canções conhecidas do grande público como; “Amélia”, “Emília”, “Rosa”, “A Rita” e “Beatriz”, são executadas ao vivo e servem de ponto de partida para o desenrolar de situações bem-humoradas e surpreendentes. Em uma homenagem às mulheres cotidianas, com as quais convivemos todos os dias.

Read Full Post »

Read Full Post »

Com o objetivo de divulgar o trabalho artístico dos nossos Cantadores e Cordelistas, a Casa dos Artistas, com o apoio da Fundação Cultural de Ilhéus, apresenta CORDEL & CANTORIA, uma festa da nossa cultura popular que se realizará em todas as quartas-feiras do mês de Maio. Trata-se mais uma vez de uma atividade lítero musical, um desdobramento do Rock & Poesia, devido o grande sucesso e repercussão alcançada.
Dessa vez, cantadores e cordelistas dividirão o palco da Casa dos Artistas em busca da simbiose perfeita entre música e literatura popular, nutrindo de brasilidade o espectador com vozes destacadas da nossa cultura, mesclando o erudito e o popular dentro da tradição da depuração de estilos e virtuosismo, tanto instrumental como literário, numa travessia que vai se inscrevendo no tempo, ligando a cultura ao seu povo.

Programação:
05/05 – Paulo Mourão x Carlos Silva
12/05 – Carlos Silva x Gustavo Felicíssimo
19/05 – Edinho x Gilton Tomás
26/05 – Improviso Nordestino x Gustavo Felicíssimo e Piligra

Local: Casa dos Artistas
Entrada: 10,00 (inteira) e 5,00 (meia) ás 20 Horas
Mais informações:
Gustavo Felicíssimo 73.3634.8986 / 8842.2793(Fundação Cultural de Ilhéus)
Cabeça: 73.3634.5818(Casa dos Artistas)

Read Full Post »

Com investimento total de R$ 56,8 milhões, a Funarte e o Ministério da Cultura acabam de lançar 34 editais de fomento às áreas de teatro, dança, circo, artes visuais, fotografia, música, literatura, cultura popular e arte digital. Serão concedidos mil prêmios e bolsas de até R$ 260 mil, para projetos de produção, formação de público, pesquisa, residências artísticas, apoio a festivais e produção crítica sobre arte.
Foram lançadas as novas edições dos prêmios Myriam Muniz (teatro), Klauss Vianna (dança) e Carequinha (circo) e da Rede Nacional Artes Visuais – que estão entre as principais políticas públicas para as artes no Brasil. O apoio à literatura, à criação em música erudita e à circulação de música popular também está mantido. Além disso, muitas inovações garantem espaço para novos formatos e novas interações estéticas no país.
Leia mais

Read Full Post »

Older Posts »